William Shakespeare e a dramaturgia

william shakespeare e a dramaturgia

“Ser ou não ser, eis a questão”. Quem nunca ouviu essa frase? Mas será que todos sabem quem foi o autor dela? Bem, o autor foi o poeta, ator e dramaturgo inglês William Shakespeare. Nascido em abril de 1564 e falecido também no mês de abril, mas de 1616, nos seus 52 anos de vida eternizou seus textos literários se consagrando como um dos maiores dramaturgos e escritores de toda a história.

No ano em que lembramos os 400 anos de morte de Shakespeare vale a pena voltar a falar sobre o grande mestre da dramaturgia e toda sua relevância para a história do teatro.

História

Natural da pequena cidade inglesa de Stratford-Avon aos 27 anos, à procura de mais oportunidades na área cultural, se mudou para Londres. Já casado e com três filhos, Shakespeare levou quatro anos para escrever sua primeira peça: Comédia dos Erros.

Desde jovem manifestou interesse pela escrita e também pela literatura. Aos 18 anos casou-se com Anne Hathaway, mãe de seus três filhos. Com o acelerado desenvolvimento cultural e artístico da Inglaterra em virtude do reinado da rainha Elisabeth I, o próprio contexto histórico favoreceu as obras de arte escritas pelo Bardo do Avon, apelido carinhoso em alusão à cidade em que nasceu.

Shakespeare escreveu tragédias, comédias e mesmo dramas históricos que são interpretados com maestria até hoje nos palcos do mundo.
Mesmo com uma bela produção de sonetos, o escritor construiu fortemente seu nome em cima da dramaturgia. Independente do tempo cronológico quando foram compostas essas peças valiosas da nossa história cultural elas ainda propagam-se ao longo dos anos. Muitos dos temas sugeridos em seus textos são absolutamente atuais: política, relacionamento, questões sociais e sentimentos.

E no Brasil?

Em nosso país também temos renomados dramaturgos. Cursos de teatro espalhados pelo Brasil costumam estudar com mais profundidade este assunto, mas de qualquer forma vamos listar três deles logo abaixo:

1.Dias Gomes que tem seu nome diretamente relacionado à peça O Bem-Amado, que escreveu para o teatro em 1962, ao musical Roque Santeiro e também à supervisão de texto do seriado Carga Pesada.

2. Maria Adelaide Amaral, que apesar de ser portuguesa é radicada no Brasil e responsável por diversas obras para o teatro e para a televisão. Podemos recordar de Chiquinha Gonzaga, Ó Abre Alas e Querida Mamãe, por exemplo.

3. Nelson Rodrigues é visto como um divisor de águas no teatro brasileiro. Enquanto boa parte das artes é transformada com o Modernismo, o teatro parece se manter atrasado. Mas esse fato muda com Vestido de Noiva, peça de 1943, de Nelson Rodrigues. Autor ainda de A Mulher sem Pecado, Álbum de Família e o conhecido O Beijo no Asfalto.

Esses são alguns nomes escolhidos aleatoriamente entre tantos que temos no Brasil. Você gostaria de sugerir mais algum? Nos conte sobre dramaturgos que inspiram seus estudos no teatro. 😉

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

Deixe seu comentário!