Qual a diferença entre violão popular e violão erudito?

Qual a diferença entre o violão popular e o violão erudito?

Você sabe a diferença entre os dois? De maneira muito superficial escutamos dizer que popular seria o acompanhamento de ritmos e músicas populares pelo violão e o erudito, também conhecido como violão clássico, seria o acompanhamento do violão para as músicas eruditas. Cada um prioriza o progresso dos estudos técnicos e teóricos de acordo com o estilo a ser tocado, mas não se trata apenas disso.

Os músicos que estudam violão popular costumam progredir mais em assuntos de harmonia, improvisação e nas técnicas em torno de seus ritmos populares. Já quando o instrumento for o violão erudito há um desenvolvimento considerável em leitura musical e divisão rítmica, isso porque pela forma na qual o violão erudito é executado as músicas são escritas e lidas em partituras.

Para o violão popular você irá aprender as batidas e tocar músicas populares conhecidas. É muito comum esse violão ser acompanhado por voz ou algum outro instrumento, como flauta, piano ou até outro violão. Já se tratando de música clássica, o mais comum é o violão não ter companhia de nenhum outro instrumento. Para essa modalidade de violão são exigidas técnicas de dedilhado e solo, além do aprendizado de partitura.

O que são músicas populares e músicas eruditas?

Em alguns momentos fica complicado estabelecer essa diferença. Por ser uma forma de expressão artística é algo difícil colocar a música dentro de parâmetros de modelos e regras. Mas vamos tentar!

A música popular, a grosso modo, abrange qualquer gênero musical que estiver acessível a todos. Podemos citar a MPB, samba, bossa nova, música sertaneja, rock, blues, xote, axé ou forró. É possível visualizar a música popular quando pensamos em Elis Regina, Legião Urbana, Cazuza, Caetano Veloso, Raul Seixas, Tom Jobim, Gal Costa e tantos outros.
Enquanto a música erudita já é um termo usado para definir tudo o que envolve um grande conhecimento cultural, como as músicas de Mozart e Beethoven, por exemplo. São obras reconhecidas pela genialidade e pelo cuidado minucioso na construção melódica e harmônica.

Tipos de violão

Hoje temos no mercado variadas marcas, cores, desenhos, modelos e mesmo tipos de madeira. Mas muitas vezes o violão que atrai o olhar não necessariamente será o mais indicado para você tocar. Se pensarmos no ritmo popular e na diversidade de estilos que podem ser tocados, encontramos instrumentos com cordas de aço ou de nylon, corpo largo ou fino, braço largo ou fino.

As peças tocadas com o violão erudito costumam ser instrumentais, com blocos onde encontramos melodia, baixo e harmonia em uma só linha do violão. Esse é um dos motivos para serem utilizadas técnicas como dedilhado ao executar a música erudita e não palhetas.

Quanta informação, não é mesmo? Mas se você ainda está em dúvida em qual escolher sugerimos começar com violão popular. No decorrer do seu aprendizado talvez surja a vontade de ir mais a fundo e então seria o momento propício para o estudo do violão erudito. Indicamos também pesquisar sobre os autores que despertam seu interesse, conhecer a história da música e ouvir mais o que você pretende tocar. Pode ser?
Ah, e não esqueça de voltar aqui e compartilhar sua experiência com a gente! Você pode ser inspiração para tantos outros que estão em dúvida.
Até a próxima! 😉

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe seu comentário!