Como começar a desenhar?

Talvez essa seja uma das primeiras artes com a qual tivemos contato, não é? Difícil uma criança não ter acesso a um lápis e adorar dar seus primeiros rabiscos (inclusive muitas vezes na parede! ). O fato é que um lápis e papel na mão convidam a desenhar, seja um rebuscado desenho ou apenas alguns traços ao léu, sem intenção de transmitir alguma mensagem.

A questão é: você gosta de desenhar, mas não sabe ao certo como fazer. Ou você tem aptidão para essas tarefas manuais, mas nem sabe por onde começar quando pensa em desenho. Vamos ao ponto de partida então: simplesmente comece! Como tudo o que a gente faz se aperfeiçoa com treino, comece desenhando um elemento qualquer em uma folha em branco.

Da mesma forma que as pessoas têm mais afinidade com determinados estilos de música, tipos de esporte, praia ou campo, no desenho possivelmente você também se sentirá mais à vontade para alguns temas distintos. Talvez goste de desenhar paisagem, talvez animais, desenho abstrato, mobiliário urbano, super-heróis, cidades como um todo, pessoas, apenas um objeto, enfim, a variedade é imensa. Perceba onde você tem dificuldade (ou não) e invista em um aprendizado qualificado. 

Quais são os materiais necessários

Bom, ter um lápis próprio para desenho (2H, HB, 2B e 6B) e um bloco de folhas em branco já é uma ótima forma de partida. Borracha também pode ser necessária, então é bom ter uma à mão.

Se quiser se manter no estilo croqui (traços em preto e branco), já está legal. Mas se o intuito for também colorir é necessário ter uma caixa de lápis de cor. Pode ser a caixa tradicional escolar (essas 12 cores Faber Castell, sabe?) ou o queridinho entre os profissionais com mais experiência, lápis de cor suíço Caran D’Ache.   

Desenho digital

Partimos do desenho, ok? O digital é um plus. Caso queira embarcar nessa maneira de desenhar primeiro esteja seguro do desenho em si. Depois disso vamos ao computador e diga-se de passagem que não é pré-requisito um equipamento ultra sofisticado, apenas o suficiente para que não trave constantemente.  

O software usado para o desenho pode ser até gratuito, como o Gimp, ou os mais comuns para criar e tratar a imagem como Corel Painter e o Photoshop. Explorar as ferramentas do mundo digital é interessante e muito atual. Para esse nicho um pouco mais especifico é recomendado fazer um curso próprio, como esse.

Teve algum insight? Depois desses direcionamentos e dicas fica mais tranquilo pensar em desenhar, né? E aí? Será no papel ou no computador? Conte pra gente.

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe seu comentário!