Arte e afeto: a participação dos pais no desenvolvimento artístico das crianças

A primeira fase da vida pode até não ser cheia de acontecimentos importantes como um casamento, uma formatura ou a decisão por uma carreira profissional, mas é repleta de acontecimentos e processos interiores responsáveis pela formação de um indivíduo. Estes processos interiores acontecem a partir de estímulos de fora, proporcionados pelo meio em que a criança está inserida.

O ambiente da casa, a relação dos pais ou cuidadores, os brinquedos, as canções que escuta, os desenhos que assiste, todas as coisas que envolvem a criança estão relacionadas ao seu desenvolvimento. Por isso, muitos pais têm o cuidado de buscar recursos para estimular o desenvolvimento e proporcionar experiências enriquecedoras para as crianças.

Os estímulos na infância podem ser feitos de diversas formas, com brinquedos e desenhos educativos, prática de atividades físicas e artísticas, leituras e músicas, por exemplo. Mas na busca por recursos que estimulem as crianças, muitos pais acabam por superestimular os filhos, o que pode causar certo repúdio por parte deles em relação ao aprendizado.

Por isso, é sempre importante conciliar o gosto pessoal do pequeno, assim como seus limites em atividades importantes para o seu desenvolvimento. Por exemplo, se é necessário que a criança pratique esportes, que ela participe de uma atividade que lhe dê mais prazer e possa fazer a escolha entre as opções válidas.

Arte na Infância

Os cursos de artes são uma das opções que estimulam de maneira positiva o desenvolvimento infantil. Cursos de desenho, música, teatro e dança trazem benefícios para a mente, para o corpo e para as relações interpessoais do pequeno, já que são repletas de recursos estimulantes, como cores, sons, movimentos e desafios.

A infância é cheia de imaginação e nada melhor do que o ambiente artístico para proporcionar o florescimento da criatividade e da personalidade da criança. As atividades são lúdicas e cheias de informações básicas para a vida, como matemática (no ritmo de uma música) e literatura (em um conto teatral). Mas, mais do que isso, na arte há algo de sensível, que é intrínseco ao ser humano e que permite experiências ainda mais imersivas no universo da criança.
O afeto no processo de aprendizagem

É importante observar que as crianças absorvem melhor o conhecimento se ele for transmitido com afeto. Por isso, a presença dos pais e de cuidadores afetuosos pode fazer toda a diferença para o desenvolvimento infantil. Brincar com os pequenos também é uma atividade estimulante e acompanhar o processo de aprendizagem é de grande valia.

Ao matricular o filho em um curso, por exemplo, é necessário estabelecer um relacionamento de confiança com os educadores e estar presente nos momentos de conquista. Afinal, é importante que a criança sinta-se segura e feliz no ambiente de aprendizagem.

É pensando no bem dos pequenos que o Belas Artes proporciona aos pais um acompanhamento pedagógico transparente, possibilitando a relação do pai com o professor e, entregando semestralmente um documento constando os conteúdos ensinados, além de um parecer individual do aluno.

A equipe de professores de artes para crianças é coordenada pedagogicamente por um setor especial, atento às necessidades da infância. As salas de aula são especialmente preparadas para receber as crianças e os professores são capacitados para o ensino infantil, garantindo um aprendizado saudável, feliz e afetuoso.

Invista no desenvolvimento do seu pequeno! Conheça os nossos cursos infantis aqui.

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe seu comentário!