Fotografia: um mercado de trabalho em crescimento

Fotografia: um mercado de trabalho em crescimento

O mercado de trabalho da fotografia está em constante atualização e, cada vez mais fotógrafos têm buscado o seu posicionamento profissional. As possibilidades são diversas, do nicho de mercado à remuneração. Preparamos este texto para quem está conhecendo este segmento profissional e deseja ter um bom parâmetro de como tudo funciona:

Com o que um fotógrafo pode trabalhar?


O nicho de mercado da fotografia é extenso e o profissional pode definir o seu de acordo com o seu estilo fotográfico, gostos pessoais ou pelas oportunidades encontradas. Um fotógrafo pode ser funcionário em uma empresa, gerenciar o próprio negócio ou ainda, trabalhar como autônomo em diversos ramos de atuação:

  • Fotografia de Retrato
  • Fotografia Infantil
  • Fotografia de Família
  • Fotografia Social (festas e eventos)
  • Fotografia de Moda
  • Fotografia Artística
  • Fotografia de Viagens
  • Fotografia de Paisagem
  • Fotografia Subaquática
  • Fotografia Astronômica
  • Fotografia Arquitetônica
  • Fotografia de Culinária
  • Fotografia Documental
  • Fotografia Científica (usada em materiais didáticos e informativos)
  • Fotografia Esportiva
  • Fotojornalismo
  • Fotografia Publicitária

A lista não acaba por aqui, as possibilidades são várias. O fotógrafo também pode trabalhar com exposições de trabalhos fotográficos em museus e galerias, por exemplo. Verificar as demandas de banco de imagens e vender nestes sites pode gerar uma boa renda. Outra possibilidade é a fotografia pessoal, já que muitas pessoas públicas têm contratado fotógrafos para acompanhar viagens, eventos e o dia a dia. Também tem a fotografia de pets e newborn, que são bem específicas e possuem uma grande procura no mercado. São muitas opções e, às vezes, começar pode ser difícil. Mas com estudo, pesquisa e dedicação, tudo é possível.

Qual é a renda de um fotógrafo?


O ramo de atividade, a forma de trabalho e a qualidade do resultado definirão o salário do fotógrafo. Os valores podem variar de R$ 1.000,00 a R$ 20.000,00, por exemplo. E os custos de ser um fotógrafo estão por conta dos equipamentos, das ferramentas de edição, dos materiais de estúdio, da locomoção e de assistentes. O que não podemos deixar de mencionar é que o mercado de fotografia está sempre em movimento, com a entrada de novos equipamentos e profissionais, a concorrência aumenta e, por isso, é sempre importante ser criativo e oferecer serviço com diferencial.

Equipamentos


Há uns anos atrás, todos tinham uma câmera compacta em casa para fotografar festas de família ou viagens especiais. Mas com as câmeras de smartphones, estes equipamentos foram gradativamente abandonados. Os celulares popularizaram ainda mais a fotografia e permitiram um novo olhar sobre a imagem. No entanto, apesar de oferecer diversos recursos, os celulares ainda não atendem algumas demandas técnicas da fotografia. Para reconquistar o público, os fabricantes de câmeras compactas apostam em novos recursos nos equipamentos, como o zoom óptico, sensor de conectividade Wi-Fi, visor frontal para selfies e a proteção contra água. Além de ter tamanho compacto e filmar em alta resolução, estas câmeras podem ser acopladas em capacetes ou roupas, por exemplo.

Para quem deseja seguir atuando profissionalmente como fotógrafo, as câmeras profissionais são indispensáveis. Neste segmento, existem ótimas opções de equipamentos, que devem ser escolhidos de acordo com a finalidade das fotos. Além da câmera e das lentes, equipamentos como o tripé, flash e rebatedor são bastante utilizados. No entanto, é importante ressaltar que, apesar de equipamentos de qualidade fazerem a diferença, eles não entregam bons resultados sem a técnica fotográfica. Os conceitos e técnicas utilizadas para se obter uma boa foto podem ser aprendidas em cursos de fotografia.

O que se aprende em um curso de fotografia?


Para ser fotógrafo, é necessário estudar e estar sempre atento às novas tendências e mudanças de mercado. Os cursos de fotografia são uma boa estratégia para adquirir conhecimento e experiência. Nos cursos oferecidos pelo Belas Artes, o aluno aprenderá conceitos e técnicas importantes para a prática fotográfica. Quem está iniciando será introduzido a conceitos básicos da fotografia, como enquadramento, composição, luz, as funções presentes em uma câmera digital e suas aplicabilidades.

Quem procura por aprimoramento, pode encontrar conteúdos mais avançados como construção de cenários para a prática fotográfica, cor, textura, luz, composição e exposição, além de técnicas que trarão o domínio da exposição criativa, como registro alto e baixo, fotografias noturnas, plano de fundo claro e escuro, contraste e silhuetas. No curso, os alunos aprenderão a gestão fotográfica com aulas que abordam como preparar um portfólio, fazer um briefing para um cliente e fazer a curadoria de uma exposição, por exemplo.

Os cursos de fotografia do Belas Artes são de curta duração e novas turmas são abertas o ano todo. Para saber mais e dar um zoom no seu conhecimento sobre a arte fotográfica, clique aqui.


Autora: Heloiza Castro


Belas Artes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!

Não estamos online no momento. Mas fique a vontade para nos enviar uma mensagem!

Ótimo! Agora escreva a sua dúvida!

Clique ENTER para enviar!