Conheça os maiores guitarristas da história

Os maiores guitarristas da História

Não é fácil chegar a um senso comum, afinal, muitos são os atributos para se eleger o melhor guitarrista. Existe a preferência pela banda, estilo musical, maneira de executar o instrumento, enfim. Mas ainda assim vamos trazer alguns nomes por aqui.
Aproveite para deixar a sua opinião e dizer se concorda com nossa escolha ou mesmo sugerir outros nomes, ok?

Pensando por gênero musical talvez fique mais simples de pontuar alguns ícones da guitarra e da música como um todo. A guitarra é um instrumento muito versátil que já conquistou seu espaço dentro de bandas, que podem ir do jazz ao rock, passando inclusive por reggae e sertanejo também. Independente do tipo de música, o bom instrumentista irá se destacar ao saber sua exata função dentro da banda, respeitar o timbre e harmonia e tocar de maneira genuína sua guitarra.

Por nicho musical

 

Rock and Roll

Realmente é nesse estilo musical que encontramos os maiores nomes da guitarra. Apontado por alguns como a alma da banda, o guitarrista tem características muito próprias que transcendem a teoria ensinada.

Keith Richards, o veterano guitarrista dos Rolling Stones, é considerado um dos grandes nomes do rock do século XX. Prestes a completar 73 anos no próximo dia 18 de dezembro ele é o compositor da maioria das canções da banda. Autor de (I Can’t Get No) Satisfaction, um marco da carreira dos Stones até hoje, Richards tem como inspiração nomes consagrados do rock e também do blues como Elvis Presley, Muddy Waters e Chuck Berry.
Uma das curiosidades sobre Keith Richards é sobre a forma em que afina sua guitarra. De maneira comum as seis cordas são afinadas em mi-lá-ré-sol-si-mi, mas Richards adotou a afinação em sol aberto, quando a guitarra é afinada em um único acorde em sol: ré-sol-ré-sol-si-ré. E esse é um dos segredos da sonoridade singular que o guitarrista produz.

Blues

O texano Stevie Ray Vaughan ficou conhecido como um dos músicos mais influentes dos anos 80 e chamou atenção de feras deste meio, como Eric Clapton e David Bowie. Stevie adotou em sua maneira de tocar o estilo de grandes guitarristas do blues e com a Double Trouble (sua banda) liderou um revival desse gênero musical.

Também foi dele a guitarra provavelmente mais famosa da história do blues. Tratava-se de uma Fender Stratocaster pré-CBS (antes da Fender ter sido vendida para a Columbia), de 1963. Ele a personalizou trocando a ponte original por um trêmolo para canhotos e a chamava carinhosamente de “Number One”. A própria Fender chegou a fabricar exclusivos 100 exemplares desta “Number One” para colecionadores, que foi disponibilizada por um valor bastante expressivo.

Gospel

Juninho Afram faz parte do Tagima Dream Team, um grupo que reúne alguns dos melhores músicos do Brasil, além de ser o guitarrista e vocal de apoio da banda cristã de metal progressivo Oficina G3. Comparado aos monstros Edu Ardanuy e Kiko Loureiro, Afram já foi considerado diversas vezes, por críticos especializados em música, como um dos melhores guitarristas do Brasil.

Há duas décadas nesta banda o guitarrista admira e até se inspira em nomes como os gigantes David Gilmour, Greg Howe, Steve Morse, Yngwie Malmsteen e Eddie Van Hallen. Hoje, além das apresentações da Oficina 3, Afram ministra workshops para a “galera da guitarra”, como ele mesmo diz.

Nacional

Andreas Rudolf Kisser é guitarrista da banda Sepultura, da banda latino-americana De La Tierra e da brasileira Kisser Clan, um projeto musical com seu filho Yohan Kisser, hoje com 19 anos. Andreas começou a paixão pela música por volta dos 10 anos, ouvindo os discos dos pais, como Roberto Carlos, Beatles e Tonico e Tinoco. Mas foi com o violão da sua avó que dedilhou os primeiros acordes, fazendo som através da MPB.
O guitarrista lançou seu primeiro CD solo, inclusive também cantando, em 2009 e agora ainda é radialista sendo âncora do programa “Pegadas de Andreas Kisser” pela 89 FM – SP, junto com seu filho Yohan. O programa vai ao ar todos os domingos, às 19h, e tem reprise quarta-feira à meia-noite.

Referência quase universal

Adorado por muitos e questionado por alguns, Slash ficou conhecido por seu trabalho na banda Guns N’ Roses e hoje faz parte do Velvet Revolver, com os ex-companheiros do Guns, o baixista Duff McKagan e o baterista Matt Sorum. Slash é considerado bom especialmente em solos e riffs virtuosos e se consagra entre os grandes guitarristas do rock com sua singularidade, por exemplo, em “Welcome to the jungle” e “Sweet child o’ mine”.

Seu reconhecimento fica por conta das próprias composições que com a sua habilidade sensacional na guitarra se transformam em músicas interessantes e admiráveis. Os solos também são apontados como grande talento ao trazer de volta as influências de blues, aliás, Slash gosta de enfatizar em quem se inspirou quando começou a tocar: Led Zeppelin, Eric Clapton, Rolling Stones, Aerosmith, Jimi Hendrix, Jeff Beck, Neil Young, Iggy Pop, Brian May, Van Halen e AC/DC.

Nada mal, heim? E você, o que achou destes nomes acima? Acrescentaria mais algum? Outro estilo musical, talvez… Compartilhe conosco.
Sua opinião é valiosa.

 

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe seu comentário!