Como a dança pode ser boa para a saúde?

Como a dança pode ser boa para a saúde?

“Quem canta seus males espanta”, diz o ditado. Mas quem dança, também! Os benefícios da dança vão muito além da atividade física. Poderíamos dizer que é praticamente uma terapia, pois trabalha o conhecimento individual e ainda estimula e relaxa a mente. Diferente de algumas outras atividades, a dança não tem indicação de idade para começar e muito menos um limite para deixar de dançar.

Desde muito pequenas crianças já podem frequentar aulas de balé em um baby class, por exemplo. Nesta idade o foco é desenvolver habilidades, concentração e equilíbrio do pequeno, não necessariamente ensinar passos de balé. Estudos defendem inclusive que os movimentos executados nestas aulas motivam tanto a criatividade como a expressão da criança.

Existem ainda as danças que usam como base outras modalidades, é o caso da dança de salão ou dança cênica que por vários momentos se apropriam de passos de balé clássico, jazz, dança contemporânea, hip hop e por aí vai.

Benefícios

 

Estimula a confiança e a autoestima

Dançar por vezes pode ser um desafio e, desta forma, cada degrau acima é uma nova conquista.

Mais socialização

Praticar aula de dança une pessoas com o mesmo objetivo e oportuniza um novo grupo de amizade.

Diminui o estresse

Os compromissos com trabalho, estudo, família, amigos, o ritmo frenético que muitos de nós acaba vivendo gera um desconforto que facilmente evolui para um estresse. O exercício da dança diminui a tensão e relaxa a musculatura dando espaço para um momento de tranquilidade.

Queima calorias e tonifica os músculos

Como em qualquer outra atividade física a dança também queima calorias e enrijece os músculos. Dependo do estilo escolhido, a dança pode queimar até quase 600 cal/hora.

Regula o sono

Sabe aquela tal de endorfina? Então, essa enzima é liberada durante a atividade da dança proporcionando bem-estar e auxiliando o momento de relaxamento e sono.

Modalidades

A quantidade de estilos de dança é bastante abrangente, desde solo, passando por casais e chegando aos grupos. Balé clássico, sapateado, jazz, contemporâneo, gafieira, salsa, zumba, country, dança urbana, bolero… Elas vão de encontro com gosto e afinidade de cada um.

E para você? O que mais agrada?

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe seu comentário!